• Cabala News

Zohar Korach – Sagrado e Puro

por Fernando Martins | Gotas de Cabalá


Rabi Shimon conta que Moisés pediu a Korach e os outros para que viessem perante a sua presença pela manhã, porque a manhã é a hora do Sagrado, de Chessed, e portanto dos sacerdotes. Essencialmente, Moisés disse a eles que se eles permanecessem do lado do Julgamento, a manhã não os toleraria e eles não seriam considerados sagrados e dignos do sacerdócio. O assunto seria testado pela oferta dos incensos, e o homem que o Eterno escolhesse, teria de ser sagrado e não puro; o sacerdote é sagrado e o levita é puro.


13 – Em que (o assunto seria testado?) Na oferenda dos incensos, desde que o incenso deve ser trazido pelo padrinho do noivo em todos (os seus níveis) e conectar-se (através deles, já que o incenso se eleva e une todos os níveis em um só). Quem é esse padrinho do noivo? É o sacerdote (que é Chessed-Misericórdia). Portanto, o homem que o eterno escolher deve ser sagrado e não puro, desde que puro e sagrado são dois níveis diferentes: o sacerdote é ‘sagrado’ e o levita é ‘puro’. Por isso, está escrito: “e quem é sagrado”.


Nesta mesma porção, no versículo anterior do Zohar, é explicado que Korach e os 250 homens da congregação que o apoiavam vinham do lado puro, porque eram levitas, que são os aspectos da Pureza, mas não do Sagrado.

Moisés acrescentou “Só a manhã poderá decidir sobre esse assunto, (pois é o aspecto de Chêssed-Compaixão), e não irá tolerar o aspecto do Julgamento. Mas se vocês estiverem ao lado da Misericórdia, irá aceita-los”.


Existe um nome, retirado do Talmud, quando descreve a preparação do incenso, “memulaCH, tahoR, kodeSH” (será misturado, será puro e será sagrado), cujas letras finais de cada palavra podem ser unidas no nome ‘Resh, CHet, Shin’ conforme compilado e explicado por Rav Saltoun em seu livro “Orações Cabalistas”.

Esse nome (que não é um dos 72 Nomes Sagrados), é usado para purificar os pensamentos, da mesma forma que purificava os pensamentos do sacerdote que preparava o incenso, ele mesmo, puro e sagrado. Por isso a propriedade do incenso do Templo Sagrado era a de anular julgamentos.


Foi a isso que Moisés referiu-se quando convocou Korach e sua Congregação, para que viessem pela manhã, cuja Luz trazia a energia da Misericórdia e do Amor Incondicional, mas rejeitaria a energia de Julgamento.


De fato, Korach e todos os de sua congregação foram tragados pela terra, que fechou-se novamente sobre eles, num milagre que confirmava a presença da energia do Criador, guiando-os através de Moisés, o Pastor Fiel, e amparando-os até que chegassem à Terra Prometida, o Reino Espiritual.


17 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por CabalaNews. Orgulhosamente criado com Wix.com