• Cabala News

O Pecado


O Rabino Phillip Berg comenta, em sua Bíblia Cabalística:


'Os cabalistas nos ensinam que Pecado é um código para um estágio de desenvolvimento, uma fase do processo da Criação. A Torá, usando a linguagem codificada da metáfora, nos relata que não houve um ato autêntico de desobediência ou transgressão por parte de Adão. Ao invés disso, a história alude à evolução do homem para um nível mais elevado, onde ele recebeu o dom do Livre Arbítrio. O Homem, a seu próprio pedido, agora se tornaria responsável pela quantidade de Luz que recebe na vida. Esse é o significado profundo do pecado de Adão e de sua expulsão do paraíso.


A cada dia de nossas vidas, precisamos sair do Paraíso (quer dizer, da complacência, da nossa zona de conforto e até mesmo de nossas sessões de estudo espiritual) para penetrar no caos da vida, onde podemos transformar nossa natureza reativa e nos elevar acima dos impulsos de nosso ego, aprendendo a amar nossos amigos e inimigos incondicionalmente. Esse é o local onde a verdadeira grandeza espiritual é encontrada. Esse é o objetivo principal de nossa vida na terra.


Deus não castiga, o Criador não recompensa. E o Senhor não ordena. Quando foi criado, Adão recebeu um aspecto, um gene do divino; recebeu o DNA da imagem e semelhança. Adão (e o recipiente) queriam ser criadores da própria Luz. Assim como a vela não tem valor em presença do Sol, Adão deixou a perfeição luminosa do Paraíso (uma dimensão de Luz Pura) e tornou-se responsável por criar o Céu na Terra, e se tornar como o Eterno.'

Um outro conceito que deriva desse episódio, é a afirmação de que o pecado não foi realizado à primeira mordida da maçã, pois não havia ainda a consciência do erro, e sim à segunda mordida, onde já havia a consciência culpa e da 'nudez', pois já tinha experimentado o sabor do fruto, sabendo que fora sua escolha.


Portanto, o código para pecado é: perceber que se está fazendo mal para a própria alma. O Livre Arbítrio não se refere ao ato em si, mas à intenção do ato, e à capacidade que o ser humano tem de compreender as consequência do que foi feito, arrepender-se, e corrigir o ato, com a intenção de não mais agir dessa forma. Com isso, consegue realizar uma transformação em sua própria natureza.


Por esse motivo, não é possível julgar outra pessoa, determinando se ela pecou ou não. Apenas a própria pessoa pode fazer isso. Esse é um grande mal entendido nas religiões.


Fonte: "Gotas de Cabalá" | Fernando Martins


6 visualizações

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© 2019 por CabalaNews. Orgulhosamente criado com Wix.com